Patrocínio Arco e Flecha


Arqueiros do Verdão ficam entre os melhores da América em torneio indoor

por Departamento de Comunicação Palmeiras

Postado em Maio 2017



Na Foto: Em pé (da esq à dir): Sarah, Yohana, Décio, LP, Fabio, Julio, Vilson. Agachados: Magdiel, Ivando, Wladimir, Zero, Isabella

Os arqueiros do Palmeiras/Raycon se destacaram no MICA 2017 (Multi-sites Indoor Championchips of the Americas), principal torneio indoor do continente americano, e deixaram dezenas e centenas de adversários para trás em diversas categorias. Entre os brasileiros, o desempenho dos atletas do Verdão foi ainda melhor. Os palestrinos disputaram a prova em Campinas-SP, em março, e a classificação oficial foi divulgada neste mês de maio.

Esta edição do MICA teve a participação de cerca de 3.400 competidores de toda a América, sendo que aproximadamente 1.350 arqueiros foram adversários dos 11 palmeirenses presentes. No universo das equipes, os dois trios alviverdes encararam 113 conjuntos, de um total de quase 200. Cada país realiza suas provas localmente para depois a tabela final ser compilada. O certame do Palmeiras, realizado na Unicamp, foi marcado pela estreia do novo uniforme principal do grupo, na cor verde, e por difíceis condições de luminosidade.

O trio formado por Fabio Tassinari, Vilson Tonão e Rogerio de Lima, o Zero, era o então vice-campeão do torneio na categoria Composto Masculino Adulto por Equipes. Dessa vez, anotando 226 pontos dos 240 possíveis, o time terminou na décima colocação geral – ante 53 rivais – e foi o terceiro melhor entre os brasileiros. Já os arqueiros Décio Valente, Magdiel Santos e Wladimir Junior, que atiram individualmente na classe Recurvo Masculino Master – inexistente por equipes no MICA –, fizeram 187 tentos e ficaram no 36º lugar da Recurvo Masculino Adulto por Equipes, entre os 61 conjuntos, sendo o 26º melhor trio do Brasil.

Vice-campeão em 2015, Julio Cesar de Oliveira emplacou 564 pontos do máximo de 600 e ficou no sexto lugar da categoria Composto Masculino Paralímpico, ante 17 oponentes. Ele foi o segundo brasileiro que mais pontuou na classe. Quem também ficou na segunda colocação entre atletas do Brasil foi Sarah Nikitin, na categoria Recurvo Feminino Adulto. A palmeirense fez 545 tentos e terminou na 14ª posição, contra 248 rivais.

A categoria Composto Masculino Adulto foi a segunda com mais participantes, 438 no total, e o Verdão teve quatro atletas. O palmeirense Fabio Tassinari fez 578 pontos, ficou no 51º lugar e foi o terceiro melhor do país. O próximo palestrino da classificação foi Vilson Tonão, com 573 tentos, na 75º colocação, sendo o oitavo brasileiro. Já Zero foi o 13º do Brasil e 92º geral, com 569 pontos. Por fim, Luiz Paulo, o LP, foi 170º melhor e o 28º entre os conterrâneos ao fazer 560 tentos.

A classe Recurvo Masculino Master teve 194 arqueiros, e os três palmeirenses deixaram bem mais que a metade para trás. Com 518 pontos, Décio terminou no 31º lugar e foi o quarto melhor do Brasil. Na 61ª posição, Magdiel foi o oitavo do país com 500 tentos. Wladimir emplacou 485 pontos, fechando na 87ª posição e 12ª entre os brasileiros. Já na categoria Composto Feminino Adulto, Isabella Tonão também fez bonito diante das 154 adversárias: com 555 tentos, foi a 54ª geral e sexta melhor brasileira. A caçula palestrina Yohana Lazarova fez 333 pontos, ficou na 269ª colocação entre as 300 atletas e foi 25ª do Brasil.

“Todos os atletas estão de parabéns. Mais uma vez eles mostraram o potencial e a qualidade da nossa equipe, mesmo com todas as dificuldades existentes na prova. Isso é resultado do bom trabalho de todos, que já há muitos anos conseguem grande destaque em competições dentro e fora do Brasil”, avaliou Ederly Cesar, que agora se junta oficialmente a Miguel Cesar na direção do departamento de tiro com arco do Palmeiras. Ederly já colaborava em questões administrativas da equipe há cerca de um ano e meio.

Confira os resultados do Verdão no MICA 2017:

Composto Masculino Adulto por Equipes – 54 equipes
10º lugar (3º no Brasil) – Fabio, Vilson e Zero – 226 pontos

Recurvo Masculino Adulto por Equipes – 61 equipes
36º lugar (26º no Brasil) – Décio, Magdiel e Wladimir – 187 pontos

Composto Masculino Adulto – 438 participantes
51º lugar (3º no Brasil) – Fabio Tassinari – 578 pontos
75º lugar (8º no Brasil) – Vilson Tonão – 573 pontos
92º lugar (13º no Brasil) – Rogerio de Lima (Zero) – 569 pontos
170º lugar (28º no Brasil) – Luiz Paulo (LP) – 560 pontos
Composto Feminino Adulto – 155 participantes
54º lugar (6º no Brasil) – Isabella Tonão – 555 pontos
Composto Masculino Paralímpico – 18 participantes
6º lugar (2º no Brasil) – Julio Cesar de Oliveira – 564 pontos

Recurvo Feminino Adulto – 249 participantes
14º lugar (2º no Brasil) – Sarah Nikitin – 545 pontos

Recurvo Masculino Master – 194 participantes
31º lugar (4º no Brasil) – Décio Valente – 518 pontos
61º lugar (8º no Brasil) – Magdiel Santos – 500 pontos
87º lugar (12º no Brasil) – Wladimir Junior – 485 pontos

Recurvo Feminino Cadete – 300 participantes
269º lugar (25º no Brasil) – Yohana Lazarova – 333 pontos

Notícias